Quanto Custa?

França Brasil

Intercâmbio e Cursos para Estudar e Trabalhar na França

Paris

Paris dispensa apresentações! Mas se você está querendo aprender francês, não existe lugar melhor para um intercâmbio.

Não à toa que Paris é chamada de “Cidade das Luzes”. O apelido, dado em razão a relevância educacional e cultural da cidade na Europa durante o Iluminismo (séc. XVII), funciona perfeitamente nos dias de hoje: Paris é uma cidade iluminada. Sua rica história, arte e diversidade cultural fazem de Paris uma das maiores cidades do mundo. De museus de renome mundial, galerias de arte e universidades, passando pelo seu centro financeiro, sua referência mundial na moda e seu histórico de charme e bom gosto, Paris é simplesmente o lugar mais incrível para você aprender francês.

Torre Eiffel, Museu do Louvre, Champs-Élysées, Moulin Rouge: Paris faz parte de um seleto grupo de cidades que você se sente estranhamente familiar desde o primeiro momento da primeira visita.

Paris fica na região de Île de France, possui 2.275 milhões de habitantes e é a capital francesa desde o ano de 508 D.C. A cidade recebe 47 milhões de turistas por ano e é a mais visitada do mundo.

Lazer

Vida Noturna

A vida noturna de Paris – assim como tudo nessa cidade – é única e espetacular. Não importa o que você esteja procurando, Paris definitivamente tem algo que você vai gostar e se identificar. A divisão da vida noturna parisiense ajuda a definir seu estilo. Por exemplo, se você estiver procurando por uma cena underground ou hipster, seu lugar é no lado leste da cidade, em lugares como Nouveau Casino e bares como Alimentation Generale e Chez Josephine. Esse último, aliás, é um novo conceito de bar em Paris, um mix de de bar de vinhos, coquetéis e estúdio de tatuagem – tudo isso inspirado em um ambiente dos anos 20.

Já na parte oeste você encontra clubes e boates mais “tradicionais” como “Queen” e o “Showcase”. Nos arredores da região de Abbesses em Montmartre é possível encontrar vários lugares que mostram um lado mais calmo de Paris, com muitos bares clássicos onde é possível conversar, beber um bom vinho ou cerveja e comer uma clássica refeição parisiense.

Outros destaques ficam por conta dos bairros “Le Marais”, com uma força cena LGBT, e o “Quartier Latin”, com opções para todos os gostos. Em geral, a noite parisiense terminar por volta das 2 da manhã, mas existem alguns lugares que ficam abertos até as 4 ou 5h.

Atividades ao ar livre

Poucas cidades no mundo são tão propícias para atividades a céu aberto como Paris. Faça um piquenique em um dos inúmeros parques e jardins da cidade, ao redor da Torre Eiffel, ou dentro no incrível Jardins de Luxemburgo. Pegue o trem e passe o dia explorando o lendário Palácio de Versalhes e todas as incríveis atrações de lá.

Durante o verão, não perca a chance de curtir a cidade nas Paris Plages, as praias artificiais e temporárias criadas pela prefeitura em 2002.

Cultura e Arte

Paris é a casa do Museu do Louvre e o fato do museu mais famoso do mundo ser localizado em lá é um motivo mais do que suficiente para prestar atenção em tudo o que essa cidade tem a oferecer na área de arte e cultura. De qualquer maneira, além do Louvre, há outros 152 museus para serem explorados. Ainda no Louvre, não se deixe levar pelas milhões de pessoas que anualmente visitam o museu: ele é muito, mas muito mais que apenas a Mona Lisa e a Vênus de Milo. Artistas como Rembrandt, Monet e Caravaggio também fazem parte do museu. Além disso, durante muito tempo o Louvre foi a residência oficial de importantes líderes franceses e muitos cômodos estão abertos para visitação, como o quarto do Rei Luis XV e a sala de jantar de Napoleão Bonaparte. Vale muito a pena! Durante a baixa temporada, de outubro a março, a entrada é grátis em todo primeiro domingo de cada mês.

Outros lugares imperdíveis são o Palácio de Versalhes (em Versalhes), o Palácio de Luxemburgo, Palais de Tokyo, Museu de Orsay, Museu Rodin, a lendária casa de espetáculos Moulin Rouge, as Catacumbas e o centro de arte moderna George Pompidou;

Gastronomia

Os italianos que nos desculpem, mas a melhor gastronomia do mundo é a francesa. Para eles, comer está muito longe de ser apenas uma ingestão de alimentos. É um ritual, um acontecimento especial desejado ao longo do dia. Desde 2010, a culinária francesa é considerada um patrimônio cultural imaterial mundial da UNESCO.

Mesmo com um orçamento apertado, faça um favor a si mesmo e tenha, pelo menos, uma refeição completa em um bom restaurante da cidade. Você vai entender o conceito de “Culinária Francesa”. Ainda assim, durante o período de economia, abuse dos crepes, croissants e baguetes. Uma outra dica incrível é comprar belos pedaços de queijos, frutas, uma baguete, um bom vinho francês e partir para um piquenique em alguns dos muitos parques da cidade.

Clima

Em geral, o clima em Paris é bastante agradável. No verão você não irá sofrer com altas temperaturas. No inverno fará frio, mas nada que impeça você sair de casa.

Vários guias especializados indicam os meses entre março e maio (primavera) e setembro a novembro (outono) como os meses perfeitos para estar em Paris. De fato, nesse período o tempo geralmente é muito bom: nem muito quente, nem muito frio.

Mesmo com o verão sendo quente e ensolarado, a média de temperatura durante o verão é de 25º C, ocasionalmente passando dos 30º C. Já o inverno pode ser um pouco mais rigoroso, com as médias ficando entre 0º C e 5º C. Embora a neve apareça anualmente, não é comum e e é raro os termômetros marcarem temperaturas negativas.

Em Paris, como em boa parte da metade norte da Europa, as horas de sol variam muito de acordo com a estação do ano. Se durante o verão, entre junho e agosto o sol aparece por pouco mais de 10h por dia, no inverno essa média cai para 4h.

Transporte

Paris abriga um dos mais seguros e eficientes sistemas públicos de transporte. Os metrôs chegam na hora certa, ônibus são bem sinalizados e os trens intermunicipais funcionam perfeitamente. O que não amar sobre o transporte em Paris?

A rede de transporte de Paris é bastante renomada por ser uma das melhores do mundo. Com o metrô, o RER, ônibus e bondes, se locomover em Paris é muito fácil!

Você pode comprar os tíquetes nas estações de metrô e RER, em terminais de ônibus e pequenas lojas, como tabacarias, lojinhas de conveniência e livrarias.

Bicicleta – O sistema de aluguel de bicicleta de Paris é chamado de Vélib’ e é o maior sistema de aluguel de bicicletas do mundo. Ao todo são mais de 1800 estações com estacionamento, localizando-se a uma distância de 300m umas das outras. Principalmente no outono e primavera é a maneira ideal de locomoção, especialmente para curtas distâncias. O custo para se tornar um membro e alugar bicicletas em Paris varia de €30 a €40, dependendo da sua idade. O aluguel diário custa €2 euros e o semanal, €10 euros.

Metrô – A maneira mais rápida e mais barata de conhecer Paris é através do metrô. Com 15 linhas e mais de 300 estações, o metrô parisiense funciona das 5h30 da manhã até a 1h15 da madrugada, de domingo à quinta. Às sextas, sábados e domingos o metrô fica aberto até às 2h15 da manhã. A passagem unitária para o metrô de Paris custa €1,70 e são vendidas individualmente ou em um pacote com 10 (€13,30). Elas são válidas para uma direção e há a possibilidade de trocar de transportes, exceto ônibus.

Para estudantes, a dica é comprar o cartão “Navigo”. O cartão mensal, por exemplo (carte mensuelle), custa €67,10 para as zonas 1 e 2 e €113,20 para toda Paris e regiões que incluem o aeroporto Charle de Gaulle e o Palácio de Versalhes. O “Navigo” pode ser comprado sempre a partir do dia 20 de cada mês anterior ao mês desejado.

Mapa do metrô de Paris:

http://www.ratp.fr/plan-interactif/

Ônibus – Não tenha medo de utilizar o ônibus em Paris, é uma ótima maneira de descobrir a cidade. Existe uma grande variedade de rotas, muitas delas passando pelo centro da cidade e ao longo do icônico Rio Sena e outros lugares históricos. Assim como no metrô, se você comprar um pacote com 10 passagens ao custo de €15,50, acabará economizando (já que o valor unitário custa €1,90).

O sistema de transporte de ônibus de Paris começou a funcionar em 1906 e atualmente sua renda engloba 59 rotas que se combinam perfeitamente com o metrô. Não esqueça que, no momento da entrada no ônibus você deve passar pela máquina que fica localizada junto ao motorista ou, pelo menos, mostrar ao motorista a sua carteirinha.

RER – RER significa “Réseau Express Régional” e é o sistema de transporte que conecta o centro aos subúrbios. As 5 linhas do RER permitem você viajar por Paris rapidamente e ir além da região de “Île-de-France”.

As principais são as seguintes:

  • Linha A, que vai até o distrito da “La Défense” e a Disneyland Paris;
  • Linha B, que passa pelos dois principais aeroportos de Paris: Roissy – Charles de Gaulle e Orly;
  • Já a linha C vai para um dos principais pontos turísticos da França: O Palácio de Versalhes;

O valor da tarifa do RER varia de acordo com o percurso e a distância.

Bondes – O renascimento do sistema de bondes de Paris começou na década de 90, primeiro nos subúrbios, depois no centro de Paris. Os bondes são novos, rápidos, confiáveis e ecologicamente corretos.