Quanto Custa?

França Brasil

Intercâmbio e Cursos para Estudar e Trabalhar na França

Estudar na França

Com a França Brasil você terá a oportunidade de fazer intercâmbio em um dos país mais animados e receptivos da Europa, aperfeiçoar seu francês e ter a experiência de sua vida.

Receber estudantes estrangeiros é uma tradição francesa. Desde a Idade Média e a criação da La Sorbonne, a primeira universidade francesa (há mais de 800 anos), estudantes de todo mundo vão para a França estudar.

A França é mundialmente conhecida por sua cultura, história, gastronomia, além de ser a casa de alguns dos mais renomados museus do mundo.

Grande parte da história do mundo passa pela França: referência em arquitetura, arte, templos Romanos, período renascentista, pontos históricos, castelos, etc. As razões para ter uma experiência na França são inúmeras. Passeie pelas charmosas ruas, faça uma pausa em alguns dos cafés parisienses onde artistas como Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir costumavam passar o tempo discutindo sobre filosofia.

Ao contrário do que reza a lenda, os franceses adoram receber estudantes estrangeiros e basta qualquer tentativa de se comunicar em francês para que isso seja percebido. O que se percebe em geral e que pode ser taxado como arrogância é apenas uma forma sutil dos franceses se posicionarem contra a suposição que muitos viajantes fazem: o inglês deve ser falado e entendido por todo mundo, em qualquer situação, em qualquer parte do mundo.

Mas você pode facilmente evitar esse problema começando SEMPRE uma conversa em francês, mesmo que seja apenas uma frase, para dizer que você ainda não fala francês. Isso já fará uma grande diferença e ajudará você a ter uma ótima experiência no país.

9 motivos para você ir estudar na França

  1. Francês é uma língua importante – Francês é uma belíssima e charmosa língua e ser capaz de falá-la, ao menos um pouco, não serve somente para impressionar, mas é também extremamente útil. Mais de 220 milhões de pessoas falam francês em todos os continentes e ela está entre as primeiras línguas mais aprendidas e mais faladas no mundo. Também é a língua oficial das Nações Unidas, da União Europeia, UNESCO, OTAN, Comitê Olímpico Internacional (COI), Fifa e Cruz Vermelha. Proficiência de francês é essencial para qualquer pessoa que esteja considerando carreira em alguma uma dessas organizações.
  2. Aprender mais de uma língua – No mundo de hoje falar apenas uma língua estrangeira não é mais o suficiente. Estudantes que falam mais de uma língua irão aumentar suas chances de encontrar um bom emprego, seja em seu país de origem ou no exterior. Aprender outra língua enriquece o espírito e abre novos horizontes, tanto em níveis pessoal quanto profissional.
  3. Um incomparável universo cultural – A Francês é costumeiramente considerada a “língua da cultura”. Aprender sobre a história da França é fazer uma jornada que passa pelo mundo da moda, cultura, gastronomia, arte, arquitetura e ciências. Aprender francês é também ter acesso aos trabalhos originais de grandes escritores franceses como Victor Hugo ou Marcel Proust, além de poetas famosos como Charles Baudelaire e Arthur Rimbaud ou à música de Edith Piaf e Charles Aznavour.
  4. França é o principal destino turístico do mundo – Não é à toa que a França recebe 75 milhões de turistas por ano, não é mesmo? Então nada melhor que mergulhar nessa cultura!
  5. País receptivo para estudantes – É fato que a França não é um dos países mais baratos para se viver, mas é um ótimo lugar para ser estudante. O povo francês entende que ser um estudante não é tarefa fácil, especialmente sob o ponto de vista financeiro, por isso a “le tarif jeune” foi criada. Esse é o nome do benefício dado para estudantes, com direito a descontos em museus, transporte público, além de city tours e albergues – fazendo do seu (futuro) mochilão muito mais barato.
  6. Belezas Naturais – Paris é seguidamente considerada a cidade mais bonita do mundo e não é por menos: os franceses têm um ótimo gosto! Eles sabem dar um toque de charme e deixar qualquer coisa espetacular, a cultura francesa sempre teve o cuidado de criar coisas esteticamente bonitas e não importa aonde você esteja na França, você irá encontrar muitos parques, jardins, florestas e espaços públicos que irão unir as belezas naturais com as arquitetônicas, criando um cenário perfeito para você aproveitar o dia.
  7. O coração da Europa Ocidental – Cultural e geograficamente, a França é o centro da Europa Ocidental. Em questão de poucas horas você pode visitar um grande número de cidades e países na Europa, seja de trem ou avião. E isso faz das viagens de fim de semana uma real possibilidade para você conhecer outros países, especialmente através de companhias aéreas de baixo custo. Viajando para outros países você facilmente poderá reconhecer a contribuição francesa para essas nações, seja através da história, arte, ciências e política.
  8. Rica história – A França é definitivamente um país mágico. Existe um pedaço da França em praticamente cada momento importante da história e isso pode ser visto facilmente tanto na própria França quanto em vários museus ao redor do mundo. A França é um grande país para descobrir não somente a história do país, mas também a história do mundo.
  9. Vivenciar a “joie de vivre” – Os franceses dão muito valor para a qualidade de vida, é o conceito que eles chamam de “joie de vivre” – uma expressão tradicional na língua francesa e bastante utilizada também na língua inglesa que significa uma felicidade completa, uma celebração e um atestado de que aproveitar a vida é mais importante que tudo. Estar na França é ter uma experiência incrível e para viver isso de uma maneira completa, nada melhor que fazer os franceses fazem: aproveitar a vida!

Sistema Francês de Educação

sistema-educacional

Conheça os exames de proficiência em francês

Existem 4 testes oficiais de proficiência na língua francesa: DELF e DALF, que são mais focados para estudos (equivalente ao IELTS para a língua inglesa) TCF e TEF, que são certificações válidas para comprovar as habilidades do estudante (equivalente ao Cambridge);

Os cursos não tem pontuação, mas são mensurados através do tipo de certificado que é obtido. São os seguintes:

DELF – Diplôme d’Études en Langue Française

  • Concede diploma;
  • Destinado a estudantes de nível intermediário;
  • Não tem prazo de validade;
  • Níveis A1, A2, B1 e B2;

DALF – Diplôme Approfondi de Langue Française

  • Concede diploma;
  • Destinado a estudantes de nível superior;
  • Não tem prazo de validade;
  • Níveis C1 e C2;

Para comprovar um nível avançado de francês você deve possuir um DALF C1 ou C2, um TCF 5 ou 6 ou um TEF 5 ou 6.
Essa é a maior certificação linguística que um estudante não-francófono pode receber.

TCF – Test de Connaissance du Français

  • Atestado;
  • Destinado a estudantes de nível intermediário;
  • Prazo de validade de 2 anos;

Existem principalmente dois tipos de TCF: DAP e TP.

  • DAP (Demande d’Admission Préalable)
    A DAP consiste em um formulário de candidatura ao primeiro ou segundo ano de graduação (L1 ou L2) em uma universidade francesa ou a qualquer nível de estudos em uma Escola Nacional Superior de Arquitetura.
  • TP (Tout Public):
    O  TP  destina-se a todos aqueles que desejam se candidatar aos estudos na França em níveis L3, M1 ou M2 em uma universidade francesa ou em qualquer nível de estudos em écoles, grandes écoles, etc.

Para comprovar um nível avançado de francês você deve possuir um TCF 5 ou 6.

TEF – Test d’Évaluation de Français

  • Atestado;
  • Destinado a estudantes de nível intermediário;
  • Prazo de validade de 1 ano;

É importante lembrar que cada instituição de ensino francesa tem total autonomia para definir o nível de francês exigido, que pode variar de acordo com o curso e o nível de conhecimento. Em geral, exige-se no mínimo um nível intermediário-avançado (B2), porém há casos de cursos que exigem nível avançado. Informe-se sobre isso diretamente com instituição de seu interesse antes de iniciar sua candidatura.

Para comprovar um nível intermediário de francês você deve possuir um DELF B1 (intermediário) ou B2 (intermediário-avançado), um TCF 3 ou 4 ou um TEF 3 ou 4.